logo
Custom Side Menu
Blog Wine House | Baby Beef | Como avaliar um vinho?
10890
post-template-default,single,single-post,postid-10890,single-format-standard,mkd-core-1.1,ajax_fade,page_not_loaded,, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,side_menu_slide_with_content,width_370,blog_installed,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
 

Como avaliar um vinho?

Conheça os principais aspectos para avaliar um bom vinho

O ano está acabando, as festas chegando, e muitas pessoas ficam com dúvida na hora de escolher o vinho das comemorações. Qual vinho comprar? Como avaliar um bom vinho?

Para não ter erro na hora da escolha, aqui vão algumas dicas básicas para você avaliá-lo antes da compra.

#1 Tipo de Uva

A tipicidade é a correspondência das características esperadas para aquela uva e região. A falta de tipicidade em um vinho pode ser considerada um defeito, mas que nem sempre é de um todo negativo. Alguns vinhos atípicos podem ser agradáveis, na medida em que não comprometem as características primordiais da uva e região.

#2 Exame Visual

O primeiro passo é avaliar a coloração. A coloração do vinho é um fator importante, que logo de cara, pode mostrar que o vinho não está em sua fase ideal para consumo. Tanto nos vinhos tintos quanto nos brancos, a coloração indica sinais de evolução. Um branco mais evoluído, por exemplo, pode incorporar uma cor mais escura.

Em geral, os vinhos corretos devem se apresentar límpidos, sem partículas suspensas ou depositadas no fundo. Vale também verificar a transparência da bebida. A viscosidade é percebida na famosa ação de balançar a taça e observar a aderência do vinho nas paredes, os vinhos aguados escorrem mais rapidamente da parede (devido a sua menor densidade).

#3 Exame Olfativo

Aroma. Cada vinho tem a sua particularidade. Dependendo da uva, da maturação, do solo, do clima, enfim, de todo terroir, cada vinho apresenta um aroma específico. Pelo aroma, é possível identificar muitas propriedades e ingredientes de composição. O olfato é uma das nossas percepções sensoriais mais desenvolvidas, assim, os bons vinhos costumam nos prover ótimas experiências e sensações. Aromas desagradáveis podem significar pouca qualidade.

#4 Exame Gustativo

Indica-se tomar um gole moderado, movimentando o líquido para entrar em contato com as diferentes partes da boca. Os receptores gustativos para sabores doces localizam-se na “ponta” de nossas línguas. Já os sabores ácidos ficam nas laterais da língua. O gosto amargo deve estar moderadamente presente nos vinhos, e seus receptores se localizam na parte posterior da língua (mais próxima à garganta).

Equilíbrio

Os vinhos possuem três elementos básicos: álcool, acidez e taninos. Em um vinho de qualidade, essas três propriedades devem estar em equilíbrio. Se uma das propriedades se sobrepõe as outras, as diversas características do vinho ficam ofuscadas, deixando-o mais pobre.

Wine House Babybeef
No Comments

Deixe um comentário