logo
Custom Side Menu
Blog Wine House | Baby Beef | O que você acha de fazer seu próprio vinho?
10919
post-template-default,single,single-post,postid-10919,single-format-standard,mkd-core-1.1,ajax_fade,page_not_loaded,, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,side_menu_slide_with_content,width_370,blog_installed,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
 

O que você acha de fazer seu próprio vinho?

Tendência que se espalhou pelo mercado de cervejas artesanais agora chega para a alegria dos apreciadores do vinho

 

Para quem já nasceu em um mundo globalizado, ultra tecnológico e 100% conectado, pode ser difícil imaginar, mas até os anos 1990, o mercado brasileiro ainda se encontrava fechado para relações de comércio com o exterior.

Mal haviam celulares, câmeras digitais e internet de alta velocidade ainda não existiam e os supermercados também não ofertavam a mesma abundância que temos em tempos atuais.

Felizmente, hoje, temos à disposição uma infinidade de produtos de todos os preços, variedades e origens, para todo o tipo de consumidor.

O Vinho no Brasil

Desde o início dos anos dois mil, o consumo de vinho no brasil mais que dobrou, e a bebida tem conquistado, cada vez mais, o paladar dos brasileiros, superando alguns preconceitos que haviam ao seu redor.

“Novo Mundo”

Quando se fala em vinho, é comum imaginarmos um mercado tradicional e conservador, voltado apenas à elite. Mas quem pensa assim está profundamente enganado. Com a difusão do vinho ao redor do globo, e a ascensão do que se chamou de “Novo Mundo” do vinho, a bebida ganhou novos perfis de consumidores e atingiu status de democratização.

Tradições que se renovam

Um bom exemplo da transformação quem tem ocorrido com o mercado dos vinhos vem lá da Inglaterra. A empresa britânica Cambridge Consultants desenvolveu recentemente um sistema que permite ao indivíduo a produção de seus próprios blends de vinhos tintos.

Bom, deixamos o resto para vocês apreciarem sozinhos. Boa água na boca para todos:

Wine House Babybeef
No Comments

Deixe um comentário